Tag Archives: Terreiro da Erva

Terreiro da Erva “… muito mais do que uma praça esburacada.​”

Porque nem tudo o que parece é, e porque uma praça esburacada e degradada, a precisar de intervenção urgente, pode ser mais do que uma praça esburacada. E porque isso é especialmente verdade numa cidade como Coimbra, onde debaixo de cada pedra se pode esconder uma relíquia arqueológica, o Movimento Cidadãos por Coimbra, congratulando-se com a requalificação do Terreiro da Erva, cedo alertou para que a urgência das obras não pusessem em causa o património arqueológico que se sabia ali existir, nomeadamente as ruínas da Igreja de Santa Justa. É pública a posição do CPC a este respeito, mas não foi esse o entendimento do executivo camarário, que aprovou e adjudicou de forma apressada e, na nossa opinião, imprudente, as obras de requalificação da praça. Às inquietações muito fundadas do CPC o presidente da Câmara de Coimbra que, como o outro, raramente tem dúvidas, respondeu em declarações ao jornal Público, tratar-se de “um incidente marginal e absolutamente ignorante”. Mais uma vez verifica-se que a ignorância vem de quem devia ter mais cautelas, como o demonstra o artigo de Correia Gois (Diário de Coimbra, 31 de Janeiro de 2016) que anexamos.

Read more

Público: “um incidente marginal e absolutamente ignorante”, diz Manuel Machado sobre a posição do CPC

O jornalista Camilo Soldado/Público falou com José Augusto Ferreira da Silva sobre as obras no Terreiro da Erva e o vereador eleito pelo CPC explicou a nossa crítica, assente na “falta de transparência na informação sobre ruínas no subsolo, numa zona onde há vestígios arqueológicos.” Manuel Machado refere-se no artigo à posição do CPC sobre esta matéria como “um incidente marginal e absolutamente ignorante”.

Read more

Terreiro da Erva | Convite à discussão pública

O Terreiro da Erva, situado no coração da Baixa, que encerra em si relíquias históricas e arqueológicas que remontam ao seculo XI, foi desde sempre votado ao abandono e à incúria. Ao longo do século XX vários foram os projectos que visavam aquela zona da cidade. Feliz ou infelizmente nunca executados. A Câmara Municipal de Coimbra surge agora com um

Read more

João José Cardoso | Terreiro da Erva: cadelas apressadas parem filhos cegos

A minha primeira memória do Terreiro da Erva é de ouvir contar: zona de prostituição legal, enquanto as senhoras de bem não convenceram Salazar a terminar com a pouca vergonha pública, ilegal posteriormente, consta mesmo que foi nessa zona que José Afonso se inspirou para escrever o magnífico Lago do Breu: era tal como a R. Direita sinónimo de ignomínia e mau-viver.

Read more