Manuel Machado, as árvores, a Conchada e os autocarros

Uma alameda seria uma rua ladeada de álamos, vindo a designação a abranger qualquer rua ladeada de árvores de espécies diversas ou, ainda, um local densamente arborizado. Designação, portanto, que seria adequada à rua que leva ao cemitério da Conchada, nomeada,  muito apropriadamente, Alameda da Conchada. Infelizmente, nos dias que correm, pese que continuemos na Conchada, a designação de Alameda deixou de fazer qualquer sentido.

Lê-se nos jornais,  “A Câmara Municipal de Coimbra inicia na terça-feira “um conjunto de abates de mélias (melia azederach), na Alameda da Conchada, que serão substituídas por exemplares da mesma espécie”, anunciou hoje a autarquia.”* E ainda que “Os exemplares abatidos começarão a ser substituídos a partir do dia 02 de janeiro. O que ainda aqui não se disse é que esta notícia data de 16 de Dezembro de 2013. E as árvores, viste-as? A fotografia abaixo foi tirada hoje, 12 de Dezembro de 2016.

Lê-se ainda, na notícia de Dezembro de 2013, que as árvores abatidas estariam em mau estado fitossanitário, e quem somos nós para contrariar a Provedoria do Ambiente e da Qualidade de Vida Urbana de Coimbra que assim o determinou? As árvores, como todos os seres vivos, nascem, crescem, morrem e às vezes adoecem sem cura. Mas se as iam substituir, porque não o fizeram? E  se não o fizeram, três anos após, porque não deram disso justificação?

Fica-se com a ideia de que nesse intervalo de tempo Manuel Machado não terá passado para os lados da Conchada. O que também não é verdade porque, soube-se também pela imprensa de Coimbra, que este ano, no 1 de Novembro, Manuel Machado aproveitou o feriado para a tradicional romagem aos cemitérios, altura em que, vejam só, reparou que o autocarro nº 29 já ali não passava. O que fez com que, e citando de cor, imediatamente se tenha dirigido aos SMTUC para averiguar de tão estranha situação.

Dr. Manuel Machado, se deu conta da falta de autocarros, que são coisas que passam, não deu conta da falta das árvores, que essas não se mexem? Dr. Manuel Machado, já lá vão três anos, e agora que é Natal… faça-nos lá esse gosto.

Isabel Prata, 12/12/2016

*As Beiras, 16 de dezembro de 2013

 

20161208_171104

Anúncios

3 comentários

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s