Carta Constitucional de Coimbra: o debate visto pela comunicação social (II)

Também o jornal Público de 1 de Junho faz eco do debate sobre os 15 anos da Carta Constitucional de Coimbra.

Os autores da Carta apresentavam-na em 2001 como sendo um “pacto político” com “força simbólica”, mas sem força de lei que pretendia conceber uma estrutura jurídica de direitos e deveres dos cidadãos e dos representantes autárquicos, “adequada à realidade histórica, política, cultural e económica da cidade”.

Para os dois responsáveis, que se juntaram na segunda-feira para assinalar a data, as causas da inconsequência da Carta Constitucional passam pela desmobilização dos cidadãos e pela não abertura dos decisores políticos.

 

Leia o artigo aqui

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s