“Falta a Coimbra uma voz sobre o que é estratégico” José Augusto Ferreira da Silva

Rui Avelar escreve na edição desta semana do “Campeão das Províncias” um artigo a partir da intervenção de José Augusto Ferreira da Silva, na sessão de Câmara. O artigo pode ser lido aqui, página 10.

“O que será preciso fazerem mais para que poderes públicos como o conimbricense e da região acordem”?, questionou o autarca José Augusto Ferreira da Silva, eleito pelo movimento Cidadãos Por Coimbra (CPC), na mais recente sessão da Câmara Municipal de Coimbra (CMC).
Para o vereador esta “relevante matéria justificava que a CMC fosse protagonista de um processo mobilizador da cidadania sobre o papel estratégico de Coimbra e da sua região no país”.
Mas, infelizmente, opinou o autarca, “sobre tudo o que é estratégico, tem faltado uma voz a Coimbra”.
Como fazer de Coimbra uma grande capital aglutinadora da região e com peso nacional e internacional”, é a pergunta com que acena Ferreira da Silva.

 

 

E deixamos aqui o texto integral da intervenção do vereador.

Em estudos da Gulbenkian liderados por Félix Ribeiro definem-se o Arco Metropolitano de Lisboa, com uma população de cerca de 4,1 milhões de habitantes e que chega até Leiria e a região do Noroeste, com uma população de 3,7 milhões  que chega até Aveiro, como duas macroregiões que constituem os 2 grandes motores de desenvolvimento do país na globalização.

Com isto se consolida a tendência para o afastamento de Aveiro, a Norte, e de Leiria,  a Sul, já visíveis em muitas  medidas de caráter político , económico , social e da própria organização judiciária.  

Importa perguntar sr. Presidente, não só como líder concelhio, mas também como presidente da ANM: e Coimbra? qual o seu papel? O que está pensado e pode ser feito para inverter esta tendência para nos isolar?  

Esta relevante matéria justificava  que a CMC fosse protagonista de um processo  mobilizador da cidadania, sobre o papel estratégico de Coimbra e da sua região no país. Como fazer de Coimbra uma grande capital aglutinadora da região e com peso nacional e internacional?

Infelizmente, sobre tudo o que é estratégico  tem faltado uma voz a Coimbra?

O que será preciso fazerem mais para que os poderes públicos da cidade e da  região de Coimbra acordem?   

José Augusto Ferreira da Silva,

29 de fevereiro de 2016

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s