Terreiro da Erva “… muito mais do que uma praça esburacada.​”

Porque nem tudo o que parece é, e porque uma praça esburacada e degradada, a precisar de intervenção urgente, pode ser mais do que uma praça esburacada. E porque isso é especialmente verdade numa cidade como Coimbra, onde debaixo de cada pedra se pode esconder uma relíquia arqueológica, o Movimento Cidadãos por Coimbra, congratulando-se com a requalificação do Terreiro da Erva, cedo alertou para que a urgência das obras não pusessem em causa o património arqueológico que se sabia ali existir, nomeadamente as ruínas da Igreja de Santa Justa. É pública a posição do CPC a este respeito, mas não foi esse o entendimento do executivo camarário, que aprovou e adjudicou de forma apressada e, na nossa opinião, imprudente, as obras de requalificação da praça. Às inquietações muito fundadas do CPC o presidente da Câmara de Coimbra que, como o outro, raramente tem dúvidas, respondeu em declarações ao jornal Público, tratar-se de “um incidente marginal e absolutamente ignorante”. Mais uma vez verifica-se que a ignorância vem de quem devia ter mais cautelas, como o demonstra o artigo de Correia Gois (Diário de Coimbra, 31 de Janeiro de 2016) que anexamos.

 

DC 2016 01 31

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s