Público: “um incidente marginal e absolutamente ignorante”, diz Manuel Machado sobre a posição do CPC

O jornalista Camilo Soldado/Público falou com José Augusto Ferreira da Silva sobre as obras no Terreiro da Erva e o vereador eleito pelo CPC explicou a nossa crítica, assente na "falta de transparência na informação sobre ruínas no subsolo, numa zona onde há vestígios arqueológicos." Manuel Machado refere-se no artigo à posição do CPC sobre esta matéria como “um incidente marginal e absolutamente ignorante”.

Recordamos o final do comunicado com a nossa posição sobre este assunto:
 
“Agora cabe aos munícipes exigirem que os resultados dessas sondagens sejam tornados públicos, de forma transparente, como garantia de que não haverá atropelos ao património arqueológico da nossa cidade.
O que o CPC fará por todos os meios ao seu alcance.”
 
 
O artigo do Público está disponível para ler aqui.
Advertisements

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s