Respostas vagas, pouco tranquilizadoras e muito demoradas

O jornalista António Rodrigues /Diário de Coimbra dá nota na edição de hoje de algumas das questões colocadas ontem, e “recorrentemente”, por José Augusto Ferreira da Silva sobre a situação de vários dossiers da CMC. As respostas costumam ser vagas, pouco tranquilizadoras e muito demoradas.

 

 

 

DC 20151027

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s