ainda a Associação de Futebol de Coimbra

Mesmo sem terem respondido ao pedido do CPC de “relatório relativo à utilização de tal dinheiro [atribuído à Associação de Futebol de Coimbra] e à verificação da conformidade com as condições de atribuição”, voltou à ordem de trabalhos duma reunião da CMC uma nova proposta de apoio que acabou por (ter de) ser retirada da discussão…

Citamos o Campeão das Províncias:

CMC: Carlos Cidade desapontado com Manuel Machado

O vereador Carlos Cidade (PS) saiu, hoje, de uma sessão da Câmara de Coimbra, desapontado com o líder do Município, Manuel Machado, por ele ter suprimido da ordem de trabalhos uma proposta de apoio à Associação de Futebol de âmbito distrital, constatou o “Campeão”.

Carlos Cidade acabou por apurar que a reunião acabou, mas tem estado indisponível para prestar declarações ao nosso Jornal.

Como noticiou o “Campeão”, sexta-feira (18), a proposta visava conceder mais 160 000 euros à Associação de Futebol de Coimbra (AFC) ao abrigo da renovação de um contrato-programa de fomento desportivo.

A medida era proposta por um técnico superior da autarquia, Nuno Vicente, com o aval de dois directores de departamentos (Desporto e Financeiro) e do vereador Carlos Cidade.

O movimento Cidadãos por Coimbra (CPC) insistira, há dois meses, no sentido de o Município disponibilizar as contas inerentes a 260 000 euros atribuídos, em 2014, a um torneio de futebol.

Trata-se de uma atribuição “sem paralelo com a que é dada, por exemplo, às associações e outras entidades culturais da cidade, que têm de desenvolver a sua actividade, durante todo o ano, ocupando e gerindo equipamentos municipais e que só recebem apoios, mediante candidatura prévia e apreciação dos seus orçamentos e relatórios (…)”, faz notar a associação cívica.

“Continua sem ser presente à Câmara qualquer relatório relativo à utilização de tal dinheiro e à verificação da conformidade com as condições de atribuição”, advertiu o vereador José Augusto Ferreira da Silva (CpC), em requerimento dirigido, em Julho, ao líder do Município.

Segundo o jurista, em 2014, a autarquia subsidiou a Associação de Futebol de Coimbra em cerca de 260 000 euros, mas, até ao momento, desconhece-se o destino dado a tais quantias e, em particular, se foram ou não respeitadas as condições protocoladas.

O vereador Pedro Bingre, que representou CpC na sessão camarária de hoje, apelou à elaboração de um relatório fundamentado sobre a execução do contrato-programa, gesto que mereceu a concordância do edil da CDU e de outros da coligação “Por Coimbra” (PSD – PPM – MPT).

 

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s