LUSA: Oposição chumba parte do programa desportivo das Festas da Cidade de Coimbra

“Estamos a votar uma proposta” (sobre a realização de um torneio de futebol) que “já foi anunciada” pela Câmara e que “já está em execução”, criticou ainda José Augusto Ferreira da Silva

“A Câmara de Coimbra chumbou hoje parte do programa desportivo das Festas da Cidade e da Rainha Santa, por a oposição à maioria PS considerar excessivo apoiar com 56 mil euros um torneio de futebol para crianças.

A favor da proposta apresentada hoje durante a sessão do executivo municipal pelo vereador responsável pelo pelouro do desporto, Carlos Cidade, votaram os cinco socialistas que integram o executivo municipal e votaram contra os quatro representantes da coligação PSD/PPM/MPT, o vereador da CDU e o eleito pelo movimento Cidadãos Por Coimbra (CPC).

A questão foi suscitada pelo vereador do CPC, José Augusto Ferreira da Silva, que considerou, designadamente, ser excessivo atribuir um subsídio daquele valor à Associação de Futebol de Coimbra (AFC) para organizar um torneio de futebol de benjamins (crianças com idades compreendidas entre os sete e os dez anos), envolvendo sete clubes da região e a realizar durante uma manhã.

“Creio que não se justifica a atribuição de cerca de 56 mil euros” para a realização de um torneio com aquelas características, sustentou José Augusto Ferreira da Silva, considerando estar-se perante uma “quantia desproporcionada” e “abusiva”, que, “pelo menos aparentemente”, representa “uma insensatez” e “um esbanjamento”.

Além disso, a Câmara decidiu, “em fevereiro deste ano, dar à mesma entidade [AFC] cerca de 52.500 euros” para a realização de outro torneio com características idênticas à deste que integra o programa desportivo das Festas da Cidade de Coimbra e da Rainha Santa Isabel, que decorrem entre 01 e 13 de julho – o Torneio de Benjamins Cidade de Coimbra está agendado para as 09:30 do dia 04 de julho (feriado municipal), na Adémia.

Sobre aquele subsídio, atribuído em fevereiro, “ainda não é conhecido” o respetivo “relatório de execução”, acrescentou José Augusto Ferreira da Silva, anunciando que iria “fazer ainda hoje” o requerimento formal do documento.

“Estamos a votar uma proposta” (sobre a realização de um torneio de futebol) que “já foi anunciada” pela Câmara e que “já está em execução”, criticou ainda José Augusto Ferreira da Silva.

O vereador do CPC protestou, por outro lado, contra o facto de, “mais uma vez”, as propostas por si apresentadas em anteriores sessões “pura e simplesmente” não serem “presentes às reuniões da Câmara no prazo que se encontra definido” no regimento das reuniões [camarárias]”.

Entre essas propostas, o autarca referiu designadamente as relacionadas com o orçamento participativo e o alargamento do Parque Verde.

“Também venho apresentando desde fevereiro de 2014” diversos requerimentos, “sem que, até esta data, meses volvidos, o senhor presidente [Manuel Machado] os despache”, afirmou José Augusto Ferreira da Silva.

Esta atitude, que “poderia ser considerada apenas violação das regras de funcionamento democrático” da Câmara e dos “sãos princípios de convivialidade entre membros do mesmo órgão, ou seja, uma questão política e social, transformou-se já numa questão de legalidade”, sustentou o vereador do CPC.

“O desprezo reiterado pelos direitos da oposição e pelo cumprimento dos prazos do procedimento administrativo e do regimento das reuniões é insuportável”, concluiu.””

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s