Deixar de olhar para dentro do barco….

Imagem

[opinião José Augusto Ferreira da Silva]

“O jornal Público do passado dia 23.02.2013 deu notícia da realização em Bruxelas da Conferência Internacional subordinada ao tema “ Cidades de Amanhã”. Nessa Conferência, o Comissário Europeu para a Politica Regional declarou que “ A voz das cidades precisa de ser ouvida com mais clareza”, dando conta da intenção de apresentar uma “agenda urbana”  da União Europeia até ao final do ano.

Trata-se, por isso, de uma matéria da máxima importância uma vez que é, hoje, largamente consensual que as cidades são pólos essenciais de desenvolvimento, atendendo às largas concentrações populacionais que atraem.

Ficou-se, ainda, a saber que o único autarca português presente foi o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa que ali fez uma importante intervenção.

Ora, não pode deixar de surpreender que o Presidente da Câmara Municipal de Coimbra, cargo que acumula com a Presidência da Associação Nacional de Municípios Portugueses, ali se não tenha deslocado, dada a relevantíssima importância do evento. O que não deixa de causar preocupação, no que pode significar de desinteresse pelos grandes temas.

Para além disso, a mesma notícia do Público dava conta de que o município a que António Costa preside elaborou, em conjunto com o do Porto, um documento contendo uma proposta para a reabilitação urbana dos dois centros históricos, usando verbas do próximo quadro comunitário de apoio.

E Coimbra, questionámos nós: o que está a fazer nesta matéria?

Lamentavelmente, as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2014, como denunciámos na altura da aprovação, são totalmente omissas quanto à reabilitação urbana quedando-se o Orçamento pela inscrição dos célebres 10,00€!

E quanto à SRU ( Sociedade de Reabilitação Urbana), alguém sabe onde pára? E o que está a fazer?

É tempo de sair do acomodamento e incapacidade herdados da anterior maioria PSD/CDS.

Não há lugar para perder fundos comunitários disponíveis e continuar a adiar um dos principais problemas de COIMBRA: a reabilitação do seu centro histórico, exigência maior face ao reconhecimento atribuído pela Unesco à Universidade, Alta e Sofia.

É preciso que o Presidente da Câmara Municipal de Coimbra deixe de olhar para dentro do barco, alargando os horizontes da governação….

Coimbra exige! Os cidadãos de Coimbra merecem!”

Publicado no Diário As Beiras de 4 de Março de 2014

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s